Páginas

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

A origem da humanidade segundo a mitologia grega


Todos os humanos tentam dar uma explicação sobrenatural pra sua existencia. Cada por si mesmo aliado a sua cultura cria conceitos de entidades responsaveis por tudo que existe. A organização ou definição desses conceitos é considerado a "mitologia" um mito seria algo que muitas tem fé, acreditam e duvidam de sua existencia em algum época porém não sabem como exemplicar, expor em palavras porque tal coisa seria real ou não, ou seja base do mitologia é a historia que nos foi deixada e enraizada por alguns séculos, religiões, cultura e estudos. Cabe a cada um acreditar nisso ou não pois os mitos de hoje nós não presenciamos se ocorrido em algum período de tempo.

Muitas explicações pra criação do homem são interessantes e bem intrigantes. De acordo com a mitologia grega por exemplo os Titãs foram os primeiros habitantes do universo. E um destes titãs chamado Prometheus pegou barro e mistorou com suas lágrimas depois trabalhando com paixão e dedicação, ele modelou uma estatua na qual em seu próprio significado seria um Deus.. Prometheus estava orgulhoso de seu primeiro feito e decidido à criar uma multidão de estuatuas.

Quando Prometheus terminou suas estatuas na qual já somavam um grande numero ele olhou pra elas e viu que elas eram inanimadas, burras, sempre imóveis, simplesmente algo sem vida.

Então ele deu algumas caracteristicas animais pra elas como:

a coragem do leão
a força de um touro
a inteligencia da raposa
o espirito amigavel do ganhorro
a rapidez e descrição de um gato
o senso de observação e percepção de uma águia



No entanto algo ainda estava faltando nessas estatuas, e foi a deusa Athenas que concedeu sabedoria ajudam Prometheus. Athenas a deusa grega segundo a mitologia levou uma xícara de néctar e banhou o rosto principalmente os lábios de cada estatua, quando as estatuas feitas primeiramente de barro e lagrimas juntamente com caracteristica animais por Prometheus beberam um pouco do tal nectar uma nova luz brilhou em seus olhos, a partir daí as estatuas ganharam o poder do raciocinio e pensamento, que foi o que lhes faltavam para terem vida.

6 comentários:

  1. é, fica difícil escolher em qual acreditar.
    De um lado vem do barro, outro vem da costela, outro vem de estátuas.

    Eu sou da seguinte crença:
    Somos bichos como qualquer outro bicho, apenas podemos pensar, racionalizar.
    Sou evolucionista!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que se interpretarmos todas as linhas de criação humana dentro do ponto de vista simbólico ou metafórico - eu diria ateó, mitiológico. - tudo bem. Mas se tentarmos fundamentar todas elas como se fossem criações literais, então fica dificil, impossível até. Na essência todas elas indicam que o homem é dual, uma parte é divina e a outra é puramente humana/material

      Excluir
  2. é, fica difícil escolher em qual acreditar.
    De um lado vem do barro, outro vem da costela, outro vem de estátuas. [2]

    Grande parte das pessoas acreditam e tem fé em Deus porque atribuem a ele respostas a perguntas ainda sem respostas. Eu acho isso fail, a ciência vai descobrir muita coisa ainda, e vai desvendar esse mistério, é questão de tempo. Mas isso não quer dizer que Deus não exista. Porque tudo tem que ser de forma "milagrosa"? E se ele usou da forma racional e possível como a evolução para "criar" o homem? o_O
    Só o fato de existirmos já é bem interessante,pra mim é meio fóda pensar que foi tudo ao acaso, do nada..

    ResponderExcluir
  3. De acordo com a mitologia grega por exemplo os Titãs foram os primeiros habitantes do universo? Como assim? E Urano e Gaia? pais dos titãs, não contam como seres? Nunca li nada sobre prometeu ter criado os seres humanos. Apenas que ele supervisionou o seu irmão Epimeteu na criação dos seres, e roubou o fogo dos deuses para dar ao homem,pois todas as qualidades já haviam sido dadas aos animais. Asssim o homem pode se tornar superior.
    E qual é a fonte desse texto? Pois ele está muito incoerente.

    ResponderExcluir
  4. Péssimo texto, e o mais intrigante, você não sabe NADA sobre mitologia.
    Estude mais antes de tentar definir a mitologia...

    ResponderExcluir
  5. A criação bíblica do homem não deve ser interpretado literalmente. Só os fundamentalistas fazem isso. Devemos interpretar o mito da criação como um mito, o maior dos mitos. Enquanto mito, não digo que seja mentira. È a pura verdade, uma verdade mitológica. O mito é a maneira mais inteligente que o homem conhece para transmitir uma verdade. O mito da criação do Big Bang é um mito, embora seja cientificamente aceito, pois saiu de uma mente humana, uma mente simbólica, que usa símbolos. Daqui a mil anos a ciência dessa época vai rir dessa teoria e criar uma mais racional e considerá-la como mito de primitivos, da mesma forma como fazemos com o mito da criação grego. Em um estado meditativo pode-se ler os mitos como mitos e como verdade, pois a verdade é aquilo pode ser explicado, e não o que aconteceu em um passado remoto.

    ResponderExcluir